0

Você se lembra da tragédia na Boate Kiss em Santa Maria – RS?

As chamas no teto se alastraram rapidamente devido o material inflamável usado como isolamento acústico, o que produziu fumaça preta e tóxica

O Brasil e o mundo ficaram chocados, com o acidente provocado por uma banda, que se apresentava em uma boate na cidade de Santa Maria no Rio Grande do Sul.

A atitude irresponsável de um dos componentes da banda, de acender sinalizadores dentro de casas de shows como boates, já havia se tornado prática comum em suas apresentações. Essa prática acabou por ceifar de forma assustadora, mais de 240 vitimas fatais, e colocando outros em estado de saúde considerado grave pelos médicos que os atenderam.

Entre as vítimas fatais um dos componentes da banda, e vários estudantes universitários e secundaristas dentre outros. Esse fato , segundo investigações iniciais, aconteceu porque decidiram utilizar nessa apresentação sinalizadores mais “baratos”, porém altamente inflamáveis e perigosos.

Esse fato mostra a realidade, de grande maioria das boates espalhadas por todo o Brasil. E a forma com que tanto as autoridades responsáveis pela vigilância desses lugares, como também os seus proprietários, tratam e se preocupam com o bem estar das pessoas que frequentam esses ambientes.

As autoridades devem analisar de forma mais rigorosa, ambientes que aglomerem grandes quantidades de pessoas, como casas de shows e boates em geral, visando principalmente à segurança e a comodidade das pessoas que frequentam esses ambientes. Infelizmente é necessário que o pior aconteça, para que as autoridades e a sociedade em geral tome a iniciativa necessária.

 

Após o ocorrido e seguindo as tendências internacionais surgiram produtos para retardar chamas e evitar a propagação de fumaças tóxicas.

Para evitar esse tipo de tragédia é recomendado uso do retardante de chamas FIREGUARD.

Para mais informações sobre o FIREGUARD

Curta no Facebook...
...e não deixe de compartilhar o conteúdo:

LEAVE A COMMENT: